A SUÍÇA E SEUS ESCRITORES: DE ROMANCES A LIVROS EMPRESARIAS

Foto de acervo pessoal. Reprodução não autorizada.

A Suíça é um país europeu muito particular. Ela tem cerca de 7,8 milhões de habitantes e está localizada no centro da Europa, ela é composta por 26 unidades federativas (chamadas cantões) e possui quatro idiomas oficiais: alemão, francês, italiano e romanche. Embora Zurique seja a cidade mais populosa (e mais conhecida), a capital suíça é Berna (com seus cerca de 130 000 habitantes). A Suíça também é conhecida por ter se mantido neutra durante as principais guerras (talvez todas), por ter muitos bancos, por suas estações de esqui e pelo queijo.
Capa da edição de 2012 em português.
Segundo o livro 50 Santos do monge alemão Anselm Grün, só foi possível criar um país com línguas e povos tão diferentes na Suíça, graças à intervenção de São Nicolau de Flüe. Sim, ele virou santo por causa disso. Antes havia muitas guerras entre as regiões. Só após a pacificação, o país pode ser unificado.

Na Literatura, o grande romance A Montanha Mágica do Nobel alemão Thomas Mann (1875-1955) é ambientado numa estação de tratamento de tuberculose na Suíça. O país já teve dois laureados com o Nobel de Literatura, o poeta Carl Spitteler (1919) e Hermann Hesse (1946), nascido na Alemanha, mas naturalizado suíço. Descobri hoje, lembrando que outro livro da meta é Sidarta de Hermann Hesse, para ser lido em alemão.
Capa da edição de 2006.

Acabo de terminar de ler o livro Der Teufel von Mailand do escritor Suíço Martin Suter. O primeiro da meta! É um suspense. Acabo de descobrir que, ao contrário do que escrevi antes, o livro já foi, sim, traduzido para o português com o título O Diabo de Milão. Não tem nada sobre Milão (a cidade italiana) na estória. Não faço a menor ideia porque traduziram assim.
Capa da edição de 2007.

O autor, um jornalista nascido em 1948, também escreve livros sobre o ambiente empresarial. Outro livro do mesmo autor, que está traduzido para o português e que quero muito ler, é Histórias Divertidas do Mundo Empresarial.

Como o assunto é Suíça, é preciso lembrar de um filósofo e escritor suíço muito popular no Brasil: Alain de Botton (nascido em Zurique, em 1969). Ele escreve de maneira fácil sobre diversos temas que afetam a vida das pessoas, dando sempre o enfoque filosófico. Seus livros mais populares talvez sejam: Ensaios de Amor, Religião para Ateus e Desejo de Status. Já li o último é recomendo!
Se você gostou, curta também a nossa página no Facebook.

BOA SEMANA! BOAS LEITURAS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO SABER SE É UMA PESQUISA CIENTÍFICA DE VERDADE?

FERNANDO PESSOA: OUTRA VEZ TE REVEJO... - CLEONICE BERARDINELLI

TOMADA DE DECISÃO PARA PROFISSIONAIS