AMOR LÍQUIDO – ZYGMUNT BAUMAN

Título: Amor Líquido
Subtítulo: Sobre a Fragilidade dos Laços Humanos
Autor: Zygmunt Bauman
Ano: 2004
Editora: Zahar

Zygmunt Bauman foi um filósofo e sociólogo nascido na Polônia em 1925 e falecido na Inglaterra em 9 de janeiro de 2017, país onde residia e lecionava na Universidade de Leeds desde 1971. Curiosamente Bauman viveu 92 anos, dos quais 46 foram passados na Inglaterra e os outros 46 fora dela. O pensador desenvolveu o conceito de Modernidade Líquida para definir a nossa realidade contemporânea, onde tudo é efêmero e passageiro (inclusive os laços afetivos e sociais). Ele é autor de mais de 40 livros, além de Amor Líquido, 44 cartas do mundo líquido moderno, A cultura no mundo líquido moderno, Medo líquido, Modernidade líquida, Tempos líquidos, Vida líquida e Vigilância líquida levam o adjetivo líquido no nome.

OS REVESES E SUPERAÇÕES DA VIDA DE ZYGMUNT BAUMAN

Bauman teve uma vida fascinante. Ele era judeu e nasceu na Polônia em 1925. Após a invasão da Polônia pela URSS em 1939, sua família foi morar neste país. Bauman lutou na Segunda Guerra Mundial, participou de duas batalhas e foi condecorado com a Cruz de Valor. Ele conheceu sua esposa Janine (com quem foi casado por mais de 40 anos e teve três filhas) num campo de refugiados da guerra, aos 20 anos. Com a paz, Bauman focou em sua carreira militar, em 1953, aos 28 anos, ele já era major. O que representa um progresso impressionante.
Aí...tudo dá errado na vida do Bauman. O pai dele se aproxima da Embaixada de Israel para tentar emigrar para aquele país. Num regime totalitário (seja de esquerda, seja de direita), as pessoas pagam pela opinião de seus familiares e amigos. Bauman foi expulso do Exército por causa do pai dele. Durante este período desempregado, Bauman decidiu completar seu mestrado e tornou-se professor assistente da Universidade de Varsóvia. Mais uma vez, ele foi crescendo na carreira (agora de professor) e fortaleceu suas posições marxista. Até 1968, quando acontece uma perseguição aos poloneses de ascendência judia e ele é obrigado a deixar a Polônia. Ele tentou se fixar primeiramente em Israel, onde lecionou por dois anos, depois emigrou definitivamente para a Inglaterra.

AMOR LÍQUIDO

O livro Amor Líquido se divide em quatro capítulos: 1. Apaixonar-se e desapaixonar-se; 2. Dentro e fora da caixa de ferramentas da sociabilidade; 3. Sobre a dificuldade de amar o próximo e 4. Convívio destruído. Como pode-se notar, todos tópicos relevantes da nossa atualidade. Separei algumas belas citações:
Sem humildade e coragem não há amor. Essas duas qualidades são exigidas, em escalas enormes e contínuas, quando se ingressa numa terra inexplorada e não mapeada. E é a esse o território que o amor conduz ao se instalar entre dois ou mais seres humanos.”

Imagem retirada do site Pixabay.
O amor pode ser, e frequentemente é, tão atemorizante quanto a morte. Só que ele encobre essa verdade com a comoção do desejo e do excitamento.
******
“Tal como o desejo, o amor é uma ameaça ao seu objeto. O desejo destrói seu objeto, destruindo a si mesmo nesse processo; a rede protetora carinhosamente tecida pelo amor em torno de seu objeto escraviza esse objeto. O amor aprisiona e coloca detido sob custódia. Ele prende para proteger o prisioneiro.”
******
“Um relacionamento, como lhe dirá o especialista, é um investimento como todos os outros: você entrou com tempo, dinheiro, esforços que poderia empregar para outros fins, mas não empregou, esperando estar fazendo a coisa certa e esperando também que aquilo que perdeu ou deixou de desfrutar acabaria, de alguma forma, sendo-lhe devolvido – com lucro. Você compra ações e as mantém enquanto seu valor promete crescer, e as vende prontamente quando os lucros começam a cair ou outras ações acenam com um rendimento maior (o truque é não deixar passar o momento que isso ocorre). Se você investe numa relação, o lucro esperado é, em primeiro lugar e acima de tudo, a segurança – em muitos sentidos: a proximidade da mão amiga quando você precisa dela, o socorro na aflição, a companhia na solidão, o apoio para sair de uma dificuldade, o consolo na derrota e o aplauso na vitória; e também a gratificação que nos toma imediatamente quando nos livramos de uma necessidade. Mas esteja alerta: quando se entra num relacionamento, as promessas de compromisso são “irrelevantes a longo prazo”.
É claro. Relacionamentos são investimentos como quaisquer outros, mas será que alguma vez lhe ocorreria fazer juras de lealdade às ações que acabou de adquirir?”

““Ninguém pode prever o que será a partir daquilo que é”- mas ninguém pode suportar com leveza essa impossibilidade.”
******
“Para cada ganho há uma perda. Para cada realização, um preço.”
******
“Não importa o horror e a repulsa com que recordamos ou evocamos os preços pagos e as perdas sofridas no passado – as perdas suportadas hoje e os preços a serem pagos amanhã são os que mais incomodam e magoam. Não há sentido em comparar os sofrimentos do passado e do presente, tentando descobrir qual deles é menos suportável. Cada angústia fere e atormenta no seu próprio tempo.”
******
“Em si mesma a união sexual é de curta duração – na vida dos parceiros é um episódio. [sic] Nenhum episódio está a salvo de suas consequências. A insegurança decorrente é eterna. A incerteza nunca se dissipará de modo total e irrevogável.”
Imagem retirada do site Pixabay.

“Quando a qualidade o decepciona, você procura a salvação na quantidade. Quando a duração não está disponível, é a rapidez da mudança que pode redimi-lo.”
******
“Sobreviver aos outros é o tema de A lista de Schindler, sobreviver a qualquer custo e em qualquer condição, venha o que vier, fazendo o que for preciso fazer. A sala de cinema lotada irrompe em aplausos quando Schindler consegue tirar seu mestre de obras de um trem pronto a partir para Treblinka. Não importa que o trem não tenha sido impedido de seguir e o resto dos passageiros dos vagões de gado vá terminar suas jornadas nas câmaras de gás.”

Imagem retirada da Wikipédia.

******
“Esses espetáculos televisivos [tipo Big Brother, Survivor e The Weaklest Link] que tomaram milhões de espectadores de assalto e imediatamente capturaram sua imaginação eram ensaios públicos sobre a descartabilidade dos seres humanos. Traziam prazer e advertência juntos, com a mensagem de que ninguém é indispensável, ninguém tem o direito a sua parte dos frutos de um esforço conjunto apenas por ter dado alguma contribuição ao seu crescimento – muito menos por ser simplesmente um membro da equipe. A vida é um jogo duro para pessoas duras, dizia a mensagem. Cada jogo começa do zero, méritos passados não contam, você tem tanto valor quanto os resultados de seu último duelo.”

Imagem retirada da Wikipédia.

Com a leitura do livro, percebe-se que o autor é muito sagaz ao descrever a nossa realidade, como líquida. Tudo é pontual e nada tem valor numa continuidade de tempo. Não tenho autoridade para discordar de um especialista, mas eu não concordo com Bauman (até agora), que culpa disso é do capitalismo. Para mim, o capitalismo só acompanhou as novas tendências, sendo mais um efeito e não a causa. É, no mínimo, irônico que um intelectual com tanta influência marxista só tenha conseguido desenvolver uma carreira profissional estável no berço do liberalismo econômico, a Inglaterra. Se você quer saber mais, assista um programa Café Filosófico (TV Cultura) especial sobre Bauman (clicando aqui).
Desculpe-nos pelo atraso na postagem desta semana. Muito obrigada a todos e todas que acompanham este trabalho. Por favor, fiquem à vontade para deixar seu comentário, sugestão ou crítica. Acompanhe as novas publicações pela nossa página no Facebook.
BOA SEMANA!

BOAS LEITURAS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO SABER SE É UMA PESQUISA CIENTÍFICA DE VERDADE?

FERNANDO PESSOA: OUTRA VEZ TE REVEJO... - CLEONICE BERARDINELLI

TOMADA DE DECISÃO PARA PROFISSIONAIS