AS MULHERES NO EVANGELHO DE MATEUS

A leitura do Novo Testamento faz parte das metas de leitura para 2018. Acabei de ler o Evangelho de Mateus. Fiz um levantamento de todas mulheres desse Evangelho: dezoito são explicitamente mencionadas por sua participação ativa. Mas, com certeza, houve mais. Por exemplo, durante a crucificação é dito que havia muitas mulheres (Mt 27:55), mas só três são explicitamente mencionadas: Maria Madalena, Maria mãe de Tiago e de José (possivelmente a mãe física de Jesus) e mãe dos filhos de Zebedeu (possivelmente Tiago e João) (Mt 27:56). A palavra mãe é mencionada quatorze vezes, nem sempre num contexto tão positivo como as pessoas imaginam. Ao final deste post, vou deixar uma tabela com todas as referências. Espero não ter esquecido nenhuma. Se vocês notarem a falta de alguma, por favor, deixem um comentário.

A MULHER COM FLUXO DE SANGUE E A FILHA DO CHEFE

As mulheres da genealogia de Jesus já foram comentadas num post anterior. Agora vou estender os comentários a outras mulheres. Duas delas foram curadas num mesmo evento. Jesus curou uma mulher que havia doze anos padecia de uma hemorragia (Mt 9:20), enquanto ia a casa do chefe dos judeus. Segundo Witness Lee, isso significa que os gentios são salvos enquanto Cristo está a caminho da casa de Israel. Tanto a filha como a sogra de Pedro 8:14-15, que representam os judeus no final desta era, foram curadas numa casa pela vinda do Senhor e pelo Seu toque direto. Isso indica que, no final desta era, todo remanescente dos judeus será salvo na casa de Israel pela vinda do Senhor e pelo seu toque direto.

HERODIAS, SUA FILHA, JOÃO BATISTA E HERODES

Agora vamos falar da relação mãe e filha. Existem duas vilãs envolvidas na morte de João Batista. Segundo o livro História dos Hebreus de Flávio Josefo, o governador da Judeia, Herodes, matou seus irmãos para ficar com os territórios deles. Não só com as terras, Herodes tomou também a esposa do seu irmão assassinado, Filipe. Ela, então, passou-se a chamar Herodias. O profeta João Batista condenou essa união. Nunca entendi porque ele só condenou a união dos dois e nunca condenou Herodes por ter matado os irmãos.

Herodias provavelmente fosse uma mulher muito apegada aos bens materiais e aos luxos da corte, independentemente de quem fosse seu marido. O Evangelho diz que ela instigou a filha a pedir a cabeça de João Batista (Mt 14:18). Herodes também queria matar o profeta mas tinha medo de fazer isso (Mt 14:5). O texto deixa a entender que a filha de Herodias (instruída pela mãe) fez uma dança sensual para Herodes (o assassino do pai dela) e este, então, prometeu dar-lhe qualquer coisa que ela pedisse.

Isso é o extremo do que algumas pessoas defendem de que a mulher tem poder de seduzir o homem e deve usar apenas desse poder. Isso não é poder de fato. Pois só funciona quando o homem está interessado, em todos os casos, isso corresponde a um período limitadíssimo de tempo. Pois, todos os seres humanos mudam rapidamente de ideia sobre tudo. Além do mais, isso só funciona com homens fracos, infantis, que não aprenderam a governar a própria mente, ainda que, em alguns casos, até tiveram poder para governar outros homens.

Ao final de sua dança sensual, a filha de Herodias pede a cabeça de João Batista numa bandeja. Herodes, pensando racionalmente como homem de Estado, não podia atender o pedido. Até pensando emocionalmente, ele era um homem muito supersticioso e medroso do sobrenatural, ele também não podia atender ao pedido. Mas, ele fica constrangido de negar, porque as pessoas ao redor tinham ouvido ele prometer que daria qualquer coisa que a moça pedisse.

Resumindo, Herodes falou uma coisa sem pensar, movido pelo desejo sexual imediato, ele prometeu algo sem ponderar nas consequências da sua fala, depois, ficou com vergonha de ferir a sua imagem pública frente a pessoas que ele mal conhecia e que não tinham nenhum poder sobre ele (era só ele ter falado “Não!”), por causa disso, tomou uma decisão que prejudicou a vida dele, tanto pessoal como profissionalmente. E ainda tem gente que diz por aí que esse é o papel da mulher. Usar o corpo, os atrativos femininos, para manipular homens sem capacidade. Por favor, me poupem!

Para quem se interessa por mulheres que homens poderosos, o Evangelho de Mateus relata que a mulher de Pilatos pediu para que ele não matasse Jesus (Mt 27:19). Mas ele, apesar do poder externo que possuía, também era um homem fraquíssimo mentalmente. Ele fez aquela encenação ridícula de lavar as mãos, mas tudo indica que ele não se redimiu da culpa. Pouco tempo depois do julgamento, Pilatos perdeu o poder e cometeu suicídio. Se eu não me engano, Herodes também se suicidou de remorso, depois de ter mandado executar a mulher por ciúmes. A melhor descrição que eu já li da mulher de Pilatos e sua tentativa de salvar Jesus é um conto do Nobel de Literatura polonês Henryk Sienkiewicz (autor de Quo Vadis). Você pode encontrar esse conto em português nos sebos, na Coleção Nobel de 1962.

A MULHER CANANÉIA E SUA FILHA

Na sequência deste exemplo de uma mãe que conduz sua filha por caminhos inadequados, temos outra mãe que faz exatamente o contrário. Na sociedade daquela época, uma mulher não valia quase nada e uma mulher que não fosse judia, menos ainda. Mas o Evangelho de Mateus nos conta que uma cananeia interpelou Jesus, pedindo que ele curasse sua filha. Da primeira vez, Jesus se recusa (Witness Lee tem a interpretação dele do porquê). E o que a mulher faz? Ela insiste e é atendida. Eu acrescentaria insiste ousadamente. Naquela sociedade, era impensável o fato de uma mulher responder um homem. Era muito mais que ousadia, quase uma insanidade com risco de morte. No entanto, ela faz isso, é atendida e está registrado na Bíblia. Isso me faz pensar que Jesus só pode ter sido feminista para os padrões da época dele. Retomando Mt 7: 7-8 (abaixo), essa mulher bateu com força na porta por amor a sua filha.

Pedi, e vos será dado; buscai, e achareis; batei, e será aberto.
Pois todo o que pede recebe; o que busca acha; e quem bate lhe será aberto.”

A MÃE DOS FILHOS DE ZEBEDEU

Essa mulher é mencionada em três ocasiões na Bíblia. Em Mt 27:56, descobrimos que ela também se chamava Maria. Witness Lee diz que ela era mãe de João e Tiago. Na primeira vez que ela é mencionada, ela faz uma pergunta que pode demonstrar sua vaidade e seu orgulho de mãe. Ela quer saber se seus filhos estarão entre os primeiros no reino dos céus (Mt 20:20). Note que aqui também existe outra ousadia para a época, uma mulher fazendo uma pergunta diretamente para um mestre das Escrituras. Isso só pode ter acontecido, porque Jesus era muito aberto para as mulheres e as tratava como iguais. Apesar da sua pergunta tola, parece que ela aprende a lição e segue o seu mestre até o fim. Na crucificação, ela é mencionada nominalmente como uma das mulheres que estava presente, enquanto todos os discípulos homens fugiram por medo de perseguição. Segundo o Evangelho de Mateus, ao ressuscitar, Jesus aparece para ela e para Maria Madalena simultaneamente ou quase. Eu senti que Witness Lee fez uns contorcionismos para tentar explicar que Jesus apareceu para Maria Madalena primeiro.

A MULHER COM O VASO DE ALABRASTO

Segundo o Evangelho de Mateus, Jesus estava jantando numa casa, uma certa mulher apareceu com um olho fino e perfumado e derramou-o sobre o corpo dele. Os discípulos recriminaram o gesto dessa mulher, mas Jesus a defendeu (mais uma vez, Jesus defendendo mulheres!) e disse que, aonde o seu Evangelho fosse pregado, o gesto daquele mulher seria lembrado (Mt 26:13). A tradição associa essa mulher a Maria Madalena. Mas uma mulher com esse nome só é mencionada na crucificação e na ressurreição.

AS MULHERES NOS DISCURSOS DE JESUS

Na língua inglesa, houve uma luta para tornar o idioma mais imparcial quanto ao sexo. Por exemplo, em inglês, hoje é considerado de mau gosto escrever uma frase como “os dirigentes de empresas devem se capacitar continuamente, uma vez que eles devem responder a um mercado exigente.”. O correto seria “os dirigentes (não existe diferenciação de gênero pelo artigo em inglês) de empresas devem se capacitar continuamente, uma vez que eles e elas devem responder a um mercado exigente.”. Se você escrever da primeira forma num contexto profissional, você será mal visto.

Parece que Jesus já sabia disso, porque todas as metáforas e parábolas abrangem os dois sexos. Ele dava um exemplo com homens, em seguida, outro com mulheres. O que será que Jesus quis dizer com isso? Não seria a igualdade de tratamento entre homens e mulheres? O exemplo mais claro disso é comparar Mt 24:40 com Mt 24:41. Também há Mt 13:33 e Mt 25: 1-13.

OS RELIGIOSOS TINHAM ALGUM PROBLEMA COM SEXO

É interessante notar que quando os religiosos mencionam a obra de João Batista, diz que ele pregava para cobradores de impostos e pecadores. Quando Jesus menciona as obras de João Batista, diz que ele pregava para cobradores de impostos e meretrizes e acrescenta que eles entrarão antes dos religiosos no reino dos céus (Mt 21:31-32). No fundo, as duas partes disseram a mesma coisa, mas é interessante notar: Por que os religiosos não disseram meretriz e Jesus diz?

Apesar de não poderem dizer a palavra meretriz, parece que sexo, adultério e divórcio já eram problemas muito comuns nos tempos de Jesus. Ele é questionado sobre isso quatro vezes (Mt 5:27-28, Mt 5:32, Mt 19:3-12 e Mt 22-24-30). Numa sociedade onde era dificílimo conseguir comida, não se tornar um escravo e não morrer de forma violenta, é surpreendente que o tema mais perguntado a Jesus fosse sexo. Isso diz muito sobre os problemas psicológicos que levaram os homens ao machismo naquele contexto.



Para aqueles que defendem que Maria Madalena era prostituta e teve um caso com Jesus, embora seja uma estória muito divertida no nível da ficção, recomendo que leiam Mt 19:3-12. Um homem que fez esse discurso, se foi minimamente coerente (e estamos assumindo que Jesus era), não poderia ter sido casado com uma mulher às ocultas. Ele seria publicamente casado com Maria Madalena e a Bíblia traria relatos de sua festa de casamento. Uma vez que isso não existe, assumo que nunca aconteceu. Na verdade, acho até um pouco machista, essa estória de Maria Madalena ter sido prostituta e amante de Jesus. Para ser uma mulher interessante, sábia, fiel, religiosa, um exemplo, Maria Madalena não poderia simplesmente ter sido uma mulher normal?

Muito obrigada por acompanhar o nosso trabalho. Por favor, fique à vontade para deixar críticas, comentários e sugestões. Acompanhe as novidades também pela nossa página no Facebook.

BOA SEMANA!

BOAS LEITURAS!

Lista de Mulheres Ativamente Participantes do Evangelho de Mateus

Mulheres na Genealogia de Jesus
Tamar Mt 1:3
Raabe Mt 1:5
Rute Mt 1:5
da que fora mulher de Urias Mt 1:6
Maria Mt 1:16
Concepção de Jesus Maria Mt 1:18
mãe Mt 1:18
Maria Mt 1:20
ela Mt 1:21
virgem Mt 1:23
mulher Mt 1:24
ela Mt 1:25
Visita dos Reis Magos Maria Mt 2:11
mãe Mt 2:11
Fuga para o Egito mãe Mt 2:13
mãe Mt 2:14
Massacre de bebês Raquel Mt 2:18
Retorno a Israel mãe Mt 2:20
mãe Mt 2:21
Vida adulta de Jesus sogra de Pedro Mt 8:14
ela Mt 9:18
Ressurreição da filha do chefe filha Mt 9:18
ela Mt 9:18
ela  Mt 9:18
menina Mt 9:24
menina Mt 9:25
ela  Mt 9:25
Mulher com fluxo de sangue mulher Mt 9:20
filha Mt 9:22
mulher Mt 9:22
Rejeição à família mãe Mt 12:46
mãe Mt 12:47
Morte de João Batista Herodias Mt 14:3
mulher Mt 14:3
filha de Herodias Mt 14:6
mãe Mt 14:7
ela Mt 14:7
jovem Mt 14:11
ela Mt 14:11
mãe Mt 14:11
Cura da mulher gentia mulher cananéia Mt 15:22
filha Mt 15:22
ela Mt 15:27
mulher Mt 15:28
filha Mt 15:28
Maior no reino mãe dos filhos de Zebedeu Mt 20:20
Mulher com vaso de alabrasto mulher Mt 26: 7
mulher Mt 26: 10
ela  Mt 26:12
ela Mt 26:13
Negação de pedro uma criada Mt 26:69
outra criada Mt 26:71
Julgamento de Jesus mulher de Pilatos Mt 27:19
Crucificação muitas mulheres Mt 27:55
Maria Madalena Mt 27:56
Maria mãe de Tiado e de José Mt 27:56
mãe dos filhos de Zebedeu Mt 27:56
Ressurreição Maria Madalena Mt 27:61
a outra Maria Mt 27:61
Maria Madalena Mt 28:1
a outra Maria Mt 28:1
mulheres Mt 28:5
elas Mt 28:8
elas Mt 28:9
elas Mt 28:11


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO SABER SE É UMA PESQUISA CIENTÍFICA DE VERDADE?

FERNANDO PESSOA: OUTRA VEZ TE REVEJO... - CLEONICE BERARDINELLI

TOMADA DE DECISÃO PARA PROFISSIONAIS