METAS DE LEITURA ATÉ MAIO DE 2019

10 de março de 2018. Sabe quantos livros eu li em 2019? Apenas um. Um livro infanto-juvenil em alemão da série T.K.K.G. Parece que essa série fez (ou faz) muito sucesso na Alemanha. Existem mais de 200 livros da mesma série e já fizeram filme de alguns livros. As letras T. K. K. G. são as iniciais dos jovens protagonistas. São três meninos e uma menina, a Gaby. Sendo que um deles é gordinho e, por isso, é chamado apenas de o Bolinha (palavra que começa com K em alemão).
Eu comprei esse livro em uma promoção (na primeira vez que fui para Alemanha) em uma livraria em Dresden em 2012. Terminei de ler em janeiro de 2019 em Aachen (na minha segunda visita a Alemanha). Não queria trazer o livro de volta. Então deixei em uma estante pública para a troca de livros já lido. Vi dois locais assim em Aachen. Deixei em um perto da universidade.
Para falar a verdade, foi um prazer me livrar desse livro. A estória é muito preconceituosa. A única personagem feminina não faz nada além de ser apaixonada pelo menino mais ativo e atlético do grupo (o Tom). E eles fazem piada e zoam o tempo todo com o personagem gordinho. É muito triste.

Capa do livro que estou lendo agora.

A minha velocidade baixa de leitura este ano tem como principal causa o fato de eu estar lendo em alemão. Comprei o livro Die Liebhaberinnen (ainda sem tradução para o português, o título seria algo como As mulheres que têm um amor, em inglês, foi traduzido como Mulheres como amantes) da austríaca Nobel Elfriede Jelinek. Estou apaixonada pela leitura. Parece que a Jelinek escreveu esse livro para mim.

Tradução do livro que estou lendo para o inglês.

Porém, levo cerca de uma hora para ler 5 páginas. Em alemão, os substantivos são todos escritos com letra maiúscula. A Jelinek escreve tudo com letra minúscula, até depois do ponto final. Além disso, ela escreve frases longas, cheias de vírgulas. É comum um parágrafo de 5 linhas com uma frase só. E, para completar, ela faz muitos trocadilhos com palavras em alemão. Simplesmente não dá para traduzir. A prosa é poética e o texto é “cantado”. Quando eu li a primeira página (ainda em Aachen), eu entendi perfeitamente porque ela ganhou o Nobel. Arriscar uma tradução de um texto assim é quase impossível.

Capa da edição mais recente da obra de Érico Veríssimo.

Nesse ritmo de leitura, precisarei de mais 24 dias para terminar a leitura. 4 de abril tá aí gente! (Risos)! Como eu preciso sentir que estou lendo mais, comecei a ler também um livro em português. Esse livro é mais fácil, porque não preciso de um dicionário para ler. Geralmente uso dicionário online para o alemão, lápis e papel do lado para anotar as frases que eu acho mais bonitas e interessantes. Em português, estou lendo Um Lugar ao Sol do escritor gaúcho Érico Veríssimo.

 Meta de Leitura até maio de 2019.

Já comprei passagem, vou para Índia pela Etiópia no dia 18 de maio e volto no dia 1 de junho. Vou para uma conferência na minha área de pesquisa, transporte de carga e vou fazer um pouco de turismo. Infelizmente não vou fazer nenhum curso de Yoga, fato que gostaria muito. Como vocês sabem, eu pratico Yoga todos os dias desde 2015 (pelo menos, tento!) e isso mudou minha vida.

Meta de Leitura até maio de 2019.

Tenho um amigo que fica me mandando notícias de acidentes aéreos na Etiópia (risos!). Por favor, não me mandem (risos!). Para garantir que vou seguir no hábito da leitura, decidi fazer metas parciais. Daqui até a próxima viagem serão 68 dias para leitura (entre os demais compromissos).

Meta de leitura até abril de 2019.

Já está na meta terminar Die Liebhaberinnen (mais 119 páginas em alemão) e Um Lugar ao Sol (150 páginas em português). Uma colega quer muito que eu leia O Milagre da Manhã, ela até me emprestou (196 páginas). Outro amigo me trouxe o livro Consciência Cósmica (453 páginas). Já estamos com 799 páginas em português, isso dá mais ou menos 27 dias de leitura.

Meta de leitura até abril de 2019.

Supondo que eu não fosse ler nada em português enquanto leio em alemão, restam 17 dias livres para ler outros livros. Eu quero muito ler um livro chamado O Segredo Judaico de Resolução de Problemas (134 páginas, ou 4,5 dias). Tem um livro de poesia que já está aqui em casa já faz um tempo, que eu peguei em uma biblioteca comunitária de Franca e preciso devolver com urgência chamado Poemas dos Becos de Goiás e Estórias Mais da Cora Coralina (246 páginas ou 8,2 dias). Restam 4,3 dias para uma outra leitura. Mas vou ler em alemão e em português, buscando ler mais uma hora por dia, mesmo estando em véspera de escrever o texto da minha qualificação. Então meu desafio é ler também Siddharta em alemão do Nobel Hermann Hesse. Desse jeito, fechamos uma meta de 7 livros para 68 dias.

Meta de leitura até maio de 2019.

Em quanto não completo as leituras, vou escrever sobre livros que li ano passado, mas ainda não escrevi nada (por exemplo, Olhos D’Água da Conceição Evaristo) e algumas considerações sobre viagens. Por favor, tenham um pouquinho de paciência comigo.
Muito obrigada a você que acompanha o nosso trabalho. Por favor, fique à vontade para deixar seus comentários. Também é possível acompanhar as novidades pela nossa página no Facebook.
BOA SEMANA!

BOAS LEITURAS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

VIDA DE DOUTORANDA NO BRASIL... PRA COMEÇO DE CONVERSA, EU NÃO ESTUDO. EU TRABALHO COM PESQUISA

ALEMANHA - KARLSRUHE - PARTE II

TRÊS HÁBITOS DE VIRADA DE ANO QUE MUDARAM A MINHA VIDA E PODEM MUDAR A SUA TAMBÉM!