Postagens

Mostrando postagens de Setembro, 2020

MÃES ARREPENDIDAS - UMA OUTRA VISÃO DA MATERNIDADE

Imagem
  Terminei de ler o livro “ Mães Arrependidas – Uma Outra Visão da Maternidade ” da socióloga israelense Orna Donath . Antes que alguém pergunte, a coisa que eu mais quero na vida é ter filhos. Só que eu sou filha única de pais idosos e doentes. Não tenho nenhum parente vivo com quem possa contar. Também tenho transtorno de espectro autista e, quando eu nasci, meus pais tinham 37 anos. Provavelmente a idade avançada deles, contribuiu para que eu fosse autista (coisas que ninguém te fala sobre ter filhos depois dos 30). Como eu estou com 33 anos... Não acredito que eu possa ou seja conveniente ter filhos nessa idade (Por favor, não perca seu tempo tentando me convencer do contrário). Graças a D’us, eu não tenho nenhum problema em adotar, não sou daquelas mulheres que sonha e faz questão do processo da gravidez. Eu gostaria, mas não faço questão. Eu foquei minha vida em conseguir alta renda e estabilidade para poder ter autonomia e poder adotar. Graças a D’us, também estou conseguindo.

O QUE É CIBERNÉTICA?

Imagem
  Boa noite, pessoal. Nas últimas semanas, li: ·         O Caminho de D”us de Moshe Chaim Luzzato; ·         Criar Filhos no Século XXI de Vera Iaconelli; ·         A Criança com Asma e sua Família – Avaliação Psicossomática e Sistêmica da Professora Doutora Dóris Lieth Peçanha da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar); ·         Descubra seus Pontos Fortes 2.0 de Tom Rath; ·           Tudo é Linguagem da pediatra e psicanalista infantil, Françoise Dolto. Finalmente li 18 livros neste ano, o que quer dizer que, na média, li dois livros por mês até agora (sou impulsionada por metas). Aprendi coisas úteis com cada uma das leituras, mas de qual é melhor falar? Vou falar de Cibernética , então. Por incrível que pareça, aprendi sobre isso no livro sobre crianças com asma. No livro, ao falar da transição entre a Primeira e a Segunda Revolução Cibernética , a autora mencionou a importância dos trabalhos do neurobiólogo chileno Humberto Maturana (nascido em Santiago,

COMO EU FUI PARAR NA ETIÓPIA (SOZINHA)? E O QUE EU EXPERIMENTEI POR LÁ?

Imagem
  Como a maioria já deve saber, o ator Chadwick Aaron Boseman , que fez o herói do filme Pantera Negra , morreu no dia 28 de agosto último, vítima de um câncer. O filme Pantera Negra representou um marco por trazer e integrar diversas referências às culturas africanas. Nesta semana, vi diversas homenagens ao ator nas mídias, assisti a um episódio no YouTube da Coluna do Garrone comentando as diversas culturas que existem no continente africano e os pensamentos equivocados das pessoas. O episódio África (Muito além de Wakanda) da Coluna do Garrone dura 31 minutos e 42 segundos. Ela é superbreve, por ser uma introdução, mas ela é clara e didática. Tudo em português. O Garrone é um superjornalista. Por isso, vou deixar o link completo para o vídeo aqui embaixo.   Resumindo: #1. A ÁFRICA É UM CONTINENTE NÃO UM PAÍS #2. TEM MUITA COISA PARA VER LÁ   AGORA, COMO EU FUI PARAR NA ETIÓPIA?   Para completar a semana, um amigo veio comentar comigo sobre o episódio que ele v