Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2019

NAMORE ALGUÉM QUE OLHA PARA VOCÊ DO JEITO QUE EU OLHO PARA ANTONINE MAILLET

Imagem
Quarta-feira, dia 20 de novembro (Dia da Consciência Negra), foi meu aniversário. Completei 33 anos. Viajei para Montréal para visitar o Salão do Livro, evento que termina hoje.  Antes de continuar, preciso fazer uma errata do post passado. Na verdade, o limite de chumbo aceitável na água do Brasil é igual ao de outros países em desenvolvimento, como a Índia. Porém é maior do que o do Canadá, porque o Canadá é o único mais desenvolvido do mundo que não tem uma regulamentação unificada sobre qualidade da água. Também preciso fazer um agradecimento a Pierre Villeneuve, fotógrafo da Sony, que tirou a maioria das fotos, exceto se especificado em contrário. Entrada do Salão do Livro de Montréal. Estou terminando de ler Kuessipan da Naomi Fontaine . Há duas semanas, conversei com o atendente de uma livraria, entre outros livros, ele me recomendou livros do escritor québécois Michel Tremblay . Outras pessoas já tinham me falado deste autor, acabei comprando o livro Le passag

ÁGUA, ELETRICIDADE E LITERATURA NO QUÉBEC

Imagem
ELETRICIDADE E VENTOS Bom dia, pessoal. Por favor, me desculpem pelas duas semanas de silêncio. Eu tento escrever todos os domingos, mas, às vezes, não dá. No dia 1 de novembro, teve uma tempestade de ventos na cidade. Foi bem difícil caminhar da minha casa até o campus. Houve inundação e os ventos arrancaram os postes de eletricidade. A minha casa ficou quase 3 dias sem eletricidade. Parece que quase 500.000 casas ficaram sem eletricidade na Província de Québec, algumas por até cinco dias. Nesse período, começou a faltar água também, porque a água congela. Naquela época, as temperaturas já estavam abaixo de zero, agora estão ainda mais baixas. Agora as temperaturas estão entre -10ºC e -20ºC. Foi um pouco difícil e estressante, mas, pelo menos, foi no fim de semana, não atrapalhou muito a rotina de trabalho. Louis é uma rede de fast-food local da cidade de Sherbrooke, muito tradicional para comer Poutine, um prato tradicional daqui. Os fogões são elétricos no Canadá, como eu