ANGRY BIRDS, ALCES E PÉKANS: OS ANIMAIS E CAÇA NO CANADÁ


Olá, pessoal! Eu gosto muito de atividades na natureza, estou sentindo que vou extrapolar um pouco no tema hoje. Todas as fotos são da Wikipédia, exceto se especificado em contrário.

MEU HOBBY É DERRUBAR ÁRVORES!
Uma das coisas mais estranhas que me aconteceu aqui foi perguntar para um cara “Quais são seus hobbies?” e ele me respondeu “Eu gosto de cortar árvores.”. Eu perguntei “Como?” e ele não entendeu minha pergunta, ficou se justificando que até votaria na candidata à presidência do partido verde canadense, mas ele gosta mesmo é de ir para floresta e derrubar árvores. Senti uma vontadezinha de perguntar se era com a cabeça que ele derrubava as árvores,  mas me controlei.
Eu perguntei para outros canadenses se “cortar árvores” tinha algum outro significado aqui. Eles falaram que não, que é isso mesmo que eu entendi, mas é um hobby bem incomum.

LOCAIS DE CAÇA NO CANADÁ: POURVOIRIE E Z.E.C.
Outro amigo me mostrou uma revista de caça do Québec chamada Hooké, que também é marca de produto para atividades externas (clique aqui para acessar o site). O exemplar que eu vi tinha matérias sobre caça de patos, de cervos e de alces.
Com a leitura, aprendi duas palavras novas “gibier” e “pourvoirie”.
Segundo a Wikipédia em francês, gibier significa o conjunto de animais selvagens que são caçados para comer a carne, incluindo aves e mamíferos. Depois eu entrei em uma padaria onde havia pacotes de carne à venda, escritos “3 gibiers”.

Esse quadro se chama Apresentação dos pequenos gibiers, na presença de uma pré-parte, cozinhas e consumidas e foi pintado por Tomás Yepes no século XVII. Os franceses fazem essa diferenciação entre gibiers grandes e pequenos.

Pourvoirie é uma palavra que um francês me disse que não significa nada em francês da França. Traduzindo da Wikipédia em francês, uma pourvoirie (originalmente do Québec) é uma empresa que oferece, em troca de remuneração, serviços e infraestruturas para fins recreativos relacionados à prática de caça, pesca ou “trappe”. Essas empresas também costumam oferecer acomodações, aluguel de equipamentos e serviços de guia. Em inglês, o mesmo termo seria outfitter.
Na mesma semana, eu fui a uma reunião religiosa e uma senhora me falou que ela e o marido dela eram “trappeurs”, ou seja, que eles praticavam a “trappe” em uma Z.E.C.Trapper significa “pegar” em francês da França, então, não entendi o que ela quis dizer com “nós somos pegadores”.
A DIFERENÇA ENTRE TRAPPER E CAÇAR
Wikipédia me ajude. Um ou uma “trappeur/e” é um caçador ou uma caçadora profissional da América do Norte, geralmente usando armadilhas, para vender peles sem casca por tiros ou pontas de flechas. Resumindo, se você atira no animal para matar é caça, se você pega o animal com uma armadilha e mata cuidadosamente (provavelmente à facada) para tirar a pele, é trappe.
Trappeur canadense. Desenho de Delort, sem data.

Tem uma série histórica canadense na Netflix, com Jason Mamoa, chamada Frontier, que retrata o comércio de peles no Canadá do século XVIII. Eles são trappeurs.
COMO FUNCIONA UMA Z.E.C.?
Essa senhora e o seu marido me explicaram que Z.E.C é uma sigla para Zona de Exploração Controlada e que ter uma área dentro de Z.E.C dava direito a eles de caçar até 15 peles de 5 animais por ano, dentro das devidas temporadas de caça, é claro. Ela falou o nome dos animais. Vou tentar lembrar aqui: marta, raposa, urso, castor e “pékan”. P... o quê? Segundo o Google, Pékan é traduzido em português como marta-pescadora, vou deixar link para Wikipédia aqui
Vou aproveitar para lembrar que tanto em inglês como em francês, existem duas palavras para falar pele, é diferente quando é pele de gente e quando é pele de animal. Em francês, peau (humana) e fourrure (animal) e, em inglês, skin (humana) e fur (animal).

Marta-pescadora, em francês pékan.

Eles também têm uma meta mínima de caça por ano, senão eles perdem o direito da Z.E.C. Uma moça brasileira me falou que ter uma Z.E.C. aqui é caríssimo, que precisa ter um carro 4x4, todo um armamento mínimo e provar que têm a infraestrutura para armazenar as peles, ou pagar para armazenar as peles em um local específico. Outro canadense me falou que existem Z.E.C.’s dentro dos parques nacionais. E, por último, um colega brasileiro me falou que tem um amigo alemão que viaja para o Canadá todo ano para caçar. Mas, nesse caso, imagino que ele cace em uma pouvoirie e não em uma Z.E.C.

Essa é a marta marta. Animal canadense cujo pelo é utilizado para fazer pincel.

URSOS: PRETO, MARROM E... CINZA?
Começando pelos mamíferos... Vamos falar de urso. Eu tenho uma dificuldade enorme para falar “urso marrom” em francês. Eu contei isso para essa senhora e ela disse que, pelo menos, eu não vou ter que me preocupar porque no Québec só existem ursos pretos. Os ursos marrons vivem na Província da Columbia Britânica, assim como os ursos cinzas que são enormes e comem os outros ursos.
Urso glacial, também chamado de urso cinza ou urso azul, um dos animais mais raros do planeta.

Eu sabia que existiam ursos pretos e marrons, que os pretos são bem menores e manso, que para se defender de um urso preto a melhor estratégia é gritar e do marrom é fingir de morto. Eu sabia até mesmo que existem ursos na América Latina. Eles são chamados de ursos de óculos e vivem nos Andes. Mas urso cinza foi novidade. Fui pesquisar e eles também são conhecido como ursos glaciares, têm uma cor de pele entre cinza e azul escuro e são um dos animais mais raros do mundo. Contei para um amigo canadense e ele não sabia que ursos cinzas existiam.
Urso-de-óculos, o único urso da América do Sul.

ALCE, CERVO, CARIBU E RENA: TUDO VEADO! 
PAPAI NOEL QUE NOS PERDOE, MAS A CARNE DE RENA É A MELHOR!
Continuando com mamíferos, um casal de amigos canadenses odeia o estereótipo de que no Canadá existe alce em todo lugar. Eles mesmo nunca comeram um alce e só viram um alce duas ou três vezes na vida. Uma vez eu peguei com uma carona com uma canadense que me mostrou uma foto da única vez que ela viu um alce na vida. Foi um momento especial para ela.

Essa foto é pessoal, tirada em um parque na Região Metropolitana de Montréal. Já comi cervo aqui e é muito gostoso. 

Alce pode ser raro. Mas cervo tem para todo lado. Eu já comi um em um restaurante e vi um monte de cervos em um parque na Região Metropolitana de Montréal. Comentei isso com uma engenheira agrônoma canadense e, segundo ela, a carne de alce nem é tão boa assim. A de cervo é razoável, mas a melhor mesmo é de “caribou”. Cari... o quê?

Foto no mesmo parque de uma mãe cervo com dois filhotes.

Tinha um monte de caribous nas histórias livro Kuessipan, que li na semana passada. Parece que caribu é quase sinônimo de rena. A rena é uma família de cervídeos da Europa e o caribu, do Canadá. Aí eu me lembrei que já comi rena na Alemanha. É gostoso mesmo. Mas o Papai Noel não vai gostar de saber disso...
PINGUIM NÃO É PINGUIM!
Vamos para os pássaros... Os canadenses também caçam e comem perdiz. Mas vou começar por algo mais linguisticamente curioso, pinguim aqui não é pinguim. Existe a palavra “pingouin” em francês, mas ela designa uma ave que, em português, é chamada de “mergulhão”. Têm no Québec. Ela é preta e branca como um pinguim, têm de vários tamanhos, algumas são quase do tamanho de pinguins. Mas, ao contrário dos pinguins, os pingouins têm penas e voam. 

Um pingouin, em português, um mergulhão.

O animal que a gente chama de pinguim, aqui chama manchot. Não existem manchots no Québec. Fiquei imaginando o famoso bar de Ribeirão Preto (interior de São Paulo) que, ao invés de se chamar Pinguim, aqui se chamaria Manchot.
Um manchot, em português, um pinguim.

TRÊS TERMOS PARA DESIGNAR CORUJA
Outra curiosidade é que aqui têm três nomes para animais que, no Brasil, a gente chama de coruja: hiboux, chouette e harfangs des neiges. Oficialmente a tradução para as três palavras seria, respectivamente, mocho, coruja e coruja das neves. Tem discussão se hiboux se escreve com x ou sem. Como me ensinaram que aqui se escreve com x, vou respeitar o desejo local.
Um mocho

Os canadenses explicam que a diferença entre hiboux e chouette (mocho e coruja) são as “orelhinhas”. O mocho tem umas penas na cabeça que parecem orelhas.

Uma coruja na definição canadense.

 E o harfangs des neiges é branco e não tem orelhas. Na prática, os três pertencem à mesma ordem e à mesma família, portanto, na minha mentalidade de brasileira, são o mesmo animal “coruja”. Mas os canadenses parecem magoados quando eu não uso exatamente o mesmo termo que eles usam, então, eu me esforço.
Um harfang das neves, que, para os canadenses, é diferente de um mocho e uma coruja, mas que a gente traduz como coruja das neves.

Rena é só na Europa. Caribu é só no Canadá. Pingouin é mergulhão. Manchot é pinguim. Hiboux é mocho. Chouette é coruja. Harfangs des neiges é coruja das neves.
CANTA PARA MIM, MOBELHA!
Falando em aves, ainda tem o loon, uma ave símbolo do Canadá, gravada em todas as moedas de um dólar canadense. Por isso, em inglês, as moedas de um dólar canadense são chamadas de loonies

Moeda de um dólar canadense (à esquerda), com a estampa do mobelha.

Em português, a tradução do nome desse animal é gaviidae ou mobelha. Não sei qual parece mais esquisito. Já me explicaram que essa ave é famosa pelo canto. Isso me fez lembrar o canto do urutau no Brasil.
Um mobelha, ave símbolo do Canadá. Acho que não existe no Québec, porque não encontrei nenhum nome para ela em francês.

LÓGICO QUE NÃO É UM PATO. É UM GANSO-DO-CANADÁ!
Também vi um bando de pássaros voando para o Sul antes do inverno, que eu pensei que fossem patos. Mas me explicaram que são bernarche du Canada, ou seja, gansos-do-Canadá. Só turista mesmo, para confundir uma coisa óbvia dessas! Risos.
Ganso-do-Canadá

ANGRY BIRDS
Eu vi um passarinho minúsculo no parque em um dia que estava fazendo abaixo de -10ºC. Alguém me explicou que estratégia dele para sobreviver ao frio é comer o máximo que pode para aumentar várias vezes de tamanho. Infelizmente não anotei o nome do pássaro.
Mas contei para um amigo brasileiro que adora pássaros. Ele foi pesquisar e sem querer, ele descobriu que Angry Birds (aquele jogo do Google que virou filme) tem alguns pássaros que podem ser vistos no Canadá. E, sim, eles parecem bem agressivos e estressados mesmo. Li uma notícia sobre o vermelho atacando pessoas em uma estação de TV. Parece o comportamento dos nossos quero-queros no Brasil.
O vermelho é um Northern Cardinal (cardeal do norte);

o azul é um Mountain Bluebirds (pássaro azul das montanhas);

um dos cinza é um Peale’s Falcon (falcão de Peale)

Great Grey Owl (Grande coruja cinza em inglês, em francês é chouette lapone, a coruja da Lapônia)



Gray Cheeked Thrush (thrush é uma palavra que significa turidae em português, a mesma família dos sabiás e tordos, podemos traduzir como sabiá da cara cinza)

Black-and-White Warbler (warbler é da família do rouxinol, vamos traduzir como rouxinol preto e branco)

Para terminar, o desenho animado do Mordecai e Rigby, o Mordecai é um pássaro canadense chamado Blue Jay (jay, em português de Portugal, é uma ave que se chama gaio, então esse é o gaio azul)

Muito obrigada a você que acompanha o nosso trabalho. Por favor, fique à vontade para deixar seus comentários. Também é possível acompanhar as novidades pela nossa página no Facebook e no Instagram.

BOA SEMANA!

BOAS LEITURAS!

Comentários

  1. O Canadá me surpreende a cada dia! Eu nem imaginava que as pessoas comiam alce! 🙈 o urso azul é lindo! (nunca imaginaria que ele é praticante do canibalismo!) 🙀

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eles (alguns) veem a caça controlada como uma maneira de controlar a população desses animais.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

VIDA DE DOUTORANDA NO BRASIL... PRA COMEÇO DE CONVERSA, EU NÃO ESTUDO. EU TRABALHO COM PESQUISA

PRIMEIRAS IMPRESSÕES NO CANADÁ

SIM, EXISTEM POBRES NO CANADÁ, MAS É UM "POUQUINHO" DIFERENTE