TRANSFORMAÇÃO DIGITAL E VOTO: UMA IDEIA QUE VEIO PARA FICAR

Boa noite, pessoal. Estou em Ituiutaba, cidade de 100.000 habitantes no interior de Minas Gerais, local de residência dos meus pais. Como eu não voto aqui, neste ano, justifiquei meu voto. Tentei justificar online pelo aplicativo e-título, mas ele estava instável, por isso, justifiquei presencialmente.

Acompanhei as eleições para prefeito. A Leandra, candidata que ganhou, não fez nenhuma campanha de rua e concentrou sua campanha exclusivamente nas redes sociais. Entre os candidatos que mais fizeram campanha física, com carreatas, estavam dois vereadores, o Juninho e a Gabriela. Além disso, havia a Cristina, que também já se candidatou a deputada estadual no passado e foi bem votada. Os outros dois candidatos eram irrelevantes.

Eu assistia as campanhas e, o tempo todo, eu achava que a disputa estaria entre o Juninho e Gabriela. E eu acho que eles também achavam, porque a campanha era sempre para difamar um ao outro. Enquanto isso, a Leandra “comia por fora” por meio das mídias sociais. Durante toda a campanha, eu só vi uma casa no centro com um cartaz “Comitê de campanha da candidata Leandra” e uma turma de jovens trabalhando em computadores. Nada mais. Nenhum carro de som. Nenhuma carreata. Acho que eu só vi dois carros com adesivos dela. A Leandra teve mais de 50% dos votos válidos.

Isso me fez ter certeza de que a Transformação Digital veio para ficar e quem, como eu, estava acostumado a tomar decisões a partir do mundo “analógico” tem que mudar e aceitar o digital, ou não sobreviverá.

E olha que Ituiutaba sempre foi uma cidade de vanguarda. Foi a primeira cidade do Brasil a ter 100% de saneamento básico, a primeira da América Latina a ter 100% do esgoto tratada e depois a primeira a ter coleta seletiva. O IPTU é calculado por meio de drones (aqueles objetos voadores não tripulados), que fotografam as casas e calculam a área e percentual de área verde. A primeira vez que eu vi um deles sobrevoando a casa dos meus pais, em 2012 ou 2013, eu tive um susto. Achei que fosse um OVNI (Risos). Aquela coisa parada sobrevoando os cantos do terreno da casa. Muito assustador. Minha mãe, depois dos 60 anos, teve que explicar para filha dela, engenheira, que era um drone. Inclusive a irmã mais nova de uma colega trabalha na empresa que controla os drones remotamente na cidade e na região. Hoje em dia, os drones voam mais alto para não assustar os desavisados (como eu).

Mesmo assim, eu ainda não tinha visto o poder e os impactos da Transformação Digital. Agora que estou começando a ver.

Comentei com um amigo e ele me disse que na Estônia, país do Leste europeu, já existe o voto online. Eles estão bem avançados em Transformação Digital. Também na tecnologia do blockchain. O blockchain é uma tecnologia que aumenta a segurança do compartilhamento de informações, como o voto, e aumenta a rastreabilidade de produtos, como a origem dos alimentos do produtor até o supermercado.

Tenho me dedicado muito ao tema de transformação digital. Recentemente li um livro em inglês sobre o tema (para executivos de grandes empresas) e agora estou lendo o livro “Inteligência Artificial – Como os robôs estão mudando o mundo, a forma como amamos, nos relacionamos, trabalhamos e vivemos” do Kai-Fu Lee e estou gostando muito. Também estou fazendo dois cursos online sobre o tema. Em breve, espero trazer mais sobre o assunto.



Muito obrigada por permitirem que eu compartilhe isso. Querendo saber mais novidades, vocês me acham no Facebook e no Instagram.

BOA LEITURAS!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

COMO SABER SE É UMA PESQUISA CIENTÍFICA DE VERDADE?

FERNANDO PESSOA: OUTRA VEZ TE REVEJO... - CLEONICE BERARDINELLI

TOMADA DE DECISÃO PARA PROFISSIONAIS