PRIMEIRO LIVRO PUBLICADO NO BRASIL: 1747 - NO QUÉBEC: 1837

Olá, pessoal.
Para quem não sabe, estou fazendo um doutorado no Brasil e vim fazer um estágio de pesquisa no Canadá, com uma bolsa do governo canadense.
Isso significa que faz parte da minha profissão ler muito. Sim, doutorado é profissão, embora o Brasil não reconheça. Ontem consegui terminar de ler um livro por lazer, o livro Le Passage Obligé (A Passagem Obrigatória) do escritor local Michel Tremblay (nascido em Montréal em 1942).


Paralelamente a isso, estou lendo dois livros acadêmicos: Science Research WritingFor Non-Native Speakers of English (Escrevendo Pesquisa CientíficaPara Falantes de Inglês não Nativos) da Hilary Glasman-Deal e Performance EvaluationFoundations and Challenges (Avaliação de DesempenhoFundações e Desafios) de Harald Dyckhoff e Rainer Souren.


Também estou com pilhas de artigos para ler e a pressão de responder a diversos revisores que nossa equipe (colaboradores e eu) escrevemos.


Vou continuar as leituras por hobby para conhecer a literatura e a cultura do Québec. Vou ler o livro que a Antonine Maillet autografou para mim no Salão do Livro de Montréal (relembre clicando aqui).



Já comecei um livro que se chama Les Anciens Canadiens (Os Canadenses do Passado) de Philippe Aubert de Gaspé. Esse foi um dos primeiros livros escritos em francês no Canadá, em 1863.



O primeiro romance escrito em francês é do mesmo autor, chama-se L’Influence d’un Livre (A Influência de um Livro) e foi publicado em 1837.
É curioso notar que Philippe Aubert de Gaspé era um nobre local. Ele morava em um manoir (em francês, essa palavra poderia ser o equivalente à casa-grande no Brasil). Ele era um homem branco e rico. Recebeu educação formal para se tornar juiz, casou-se, teve 13 filhos. Mas, ele gastava muito dinheiro à toa e acabou perdendo tudo, exceto a sua mansão, que era considerada bem inalienável. Lá ele se refugiou na escrita e na educação dos filhos.
É interessante notar que isso foi só em 1837. No século anterior no Brasil, até mulheres negras e escravizadas já tinham escrito livros, como por exemplo Rosa Egipcíaca em 1775 (relembre clicando aqui). Achei um texto do blog do Sistema de Bibliotecas da UCS que fala sobre a história do livro no Brasil, o primeiro a ser escrito e publicado aqui data de 1747. Vou deixar o link aqui.
Aparentemente o Québec possui menos tradição de leitura e literatura do que o Brasil. Mesmo em acesso à educação formal para mulheres, o Brasil passa na frente com a primeira médica formada em 1887 (no Brasil), enquanto o Québec só formou sua primeira médica em 1900 (nos EUA).
Então, o que você está dizendo é que leitura e educação formal não valem a pena?
Não, tudo isso vale muito a pena. O Canadá investe pesadamente em educação, em diversidade e em promoção da leitura. Com poucos anos de políticas públicas, eles conseguiram passar o Brasil, que, no começo, era melhor.
Muito obrigada a você que acompanha o nosso trabalho. Por favor, fique à vontade para deixar seus comentários. Também é possível acompanhar as novidades pela nossa página no Facebook e no Instagram.

BOA SEMANA!

 PRIBOAS LEITURAS!

Comentários

  1. Ahhh que perfeitoooo! ❤️ Esse blog é mais que completo! Tem até indicação de livro técnico que eu tava precisando muitooo! Science Research Writing, vou procurar agora mesmo!!! Muitíssimo obrigada!!! Você arrasa! 😻

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

VIDA DE DOUTORANDA NO BRASIL... PRA COMEÇO DE CONVERSA, EU NÃO ESTUDO. EU TRABALHO COM PESQUISA

PRIMEIRAS IMPRESSÕES NO CANADÁ

SIM, EXISTEM POBRES NO CANADÁ, MAS É UM "POUQUINHO" DIFERENTE